Casal Saloio

2019-, Outeiro de Polima, Cascais

The Casal Saloio de Outeiro de Polima is one of the few examples that document the first occupations of this territory. It is a humble building that has undergone successive changes and expansions over time until it is now transformed into a museum space.

In its genesis it was just a simple compartment, then it gained an annex room, then a side wing, a stone oven, the corral and the second floor, and again more other annexes. At one point two buttresses were added to contain structural problems. The constructive logic has always been that of informality and the mere supply of needs.

With so many layers of transformations, it was decided to consolidate the old rural house in its last recognizable configuration, being able to read its evolution through the broken and uneven geometry. The new expansion consists of two new volumes intersecting in an L, forming a courtyard with the existing set and adopting a similar shape and scale, continuing, now in the XXI century, the logic of successive expansions and intersections that characterize it.

Casal Saloio

2019-, Outeiro de Polima, Cascais

O Casal Saloio de Outeiro de Polima é dos poucos exemplos que documentam as primeiras ocupações deste território. Trata-se de uma construção humilde que sofreu sucessivas alterações e ampliações ao longo dos tempos até ser agora transformada em espaço museológico.

Na sua génese era apenas um simples compartimento, depois ganhou um quarto anexo, depois uma ala lateral, um forno de pedra, o curral e o segundo piso, e novamente mais outros anexos. A certa altura foram adicionados dois contrafortes para conter problemas estruturais. A lógica construtiva foi sempre a da informalidade e do mero suprimento de necessidades.

Havendo tantas camadas de transformações, optou-se por consolidar a antiga casa rural na sua última configuração reconhecível, podendo-se ler a sua evolução através da geometria quebrada e desuniforme. A nova ampliação consiste em dois novos volumes intersectados em L, formando um pátio com o conjunto existente e adoptando uma forma e escala similar, continuando, agora no séc. XXI, a lógica de sucessivas ampliações e intersecções que a caracterizam.

© Miguel Marcelino